Páginas

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Sobre fetiches

Todo mundo sabe que religião e política são coisas que não se discutem. Mas acho que essa lista deveria ter um terceiro elemento: os fetiches. Desde preferências estranhas a gostos perigosos, os fetiches são algo que só aquele que curte pode entender.

O termo fetiche vem da palavra feitiço e poderia se fazer um estudo sociológico, psicológico, antropológico e tantos outros ógicos sobre o significado desse vocábulo. Nem sempre está ligado a prática sexual, mas como esse é o foco do post, vou me limitar a essa definição. Nesse caso o fetiche é, sobretudo, uma espécie de obsessão – seja por alguma coisa, uma situação, uma pessoa ou apenas parte dela. E é a partir dessa atração que surge o prazer.

Na verdade, pode-se dizer que todas as pessoas tem um pouco de fetiche por alguma coisa. Não precisa ser, necessariamente, algo fora do comum. Basta apenas ter alguma predileção, por um tipo de pessoa, um hábito, um objeto em particular.

E por se tratar se algo muito subjetivo, existes fetiches os mais diversos. Existem pessoas que ficam excitadas após presenciar catrastrófes naturais (simforofilia), com mulheres menstruadas (menofilia), com cadáveres (necrofilia), pessoas amputadas (teratofilia) ou em comer ou ser comido - literalmente - pelo outro (vorarefilia).

Outro dia mesmo li no Sexpédia sobre um fetiche que se chama Car Stuck. São homens que ficam excitados ao verem mulheres em carros atolados. A modalidade tem até um site, caso você tenha se identificado ou queria apenas saciar sua curiosidade.

Inusitado? Ainda tem mais. Você sabia que balões, bolas, bóias e outros infláveis podem ser excitantes? Para algumas pessoas sim e o fetiche é levado super a sério (aqui você encontra um blog especializado só nisso). O prazer pode estar no enchimento do balão, em apertá-lo, em pular em cima... enfim, estripulia varia de pessoa pra pessoa.




Outro fetiche, o Omorashi, também envolve atração por bexigas, mas um outro tipo. Criado no Japão, a excitação sexual vem de estar ou de ver o parceiro com a bexiga cheia. O clímax geralmente coincide com o momento de alívio – e constrangimento – de quando a pessoa perde o controle e faz xixi.



Instinto Selvagem

Um fetiche que é bastante conhecido – acho que por ser bastante bizarro – é o bestialismo ou zoofilia. Trata-se de prática sexual com animais como galinhas, ovelhas, cachorros, cabras, jegues... e por aí vai. Essa prática, no entanto, pode ser perigosa e é considerada crime em alguns países. Nos Estados Unidos, em 2005, por exemplo, um homem morreu depois de transar comum cavalo

Os animais, aliás, são tema constante em vários fetiches. O Crush Fetish, por exemplo, é o desejo de ver pequenos insetos ou animais serem esmagados até a morte.

Como no carnaval

Mas nem todos os fetiches com inspiração animalesca são cruéis. No Furry Fandom, por exemplo, as pessoas gostam de se vestir ou de ver pessoas fantasiadas de animais antropomórficos. O prazer vem do envolvimento sexual, que muitas vezes – a fantasia pode ser complicada – envolve apenas o toque. Isso me lembrou de um filme pornô que vi uma vez, enquanto mudava os canais em um motel. O casal estava fantasiado de frutos do mar: o homem de camarão e a mulher era uma lula, polvo, sei lá o que era aquilo...




Os fetiches envolvendo fantasias, aliás, devem estar entre os primeiros colocados no ranking. E aí tem gosto pra tudo: enfermeira, empregada, bombeiro, entregador de pizza... vale tudo. Separei três que achei realmente “incomuns”.



Os praticantes desse fetiche devem fazer sexo com essa roupa de lã. E existe até camisinha feita com o mesmo tecido. Ideal para quem quer transar na neve...

 












No Masking os homens ficam excitados com mulheres fantasiadas de boneca inflável. Se interessou? As máscaras estão disponíveis nesse site. Sério, eu teria medo disso. Além do que,  com a tecnologia de hoje, existe tanto modelo de boneca mais bonitinha... 



Na autonepiofilia, a excitação vem de vestir fraldas e de ser tratado como um bebê. Em alguns casos pode vir junto com a lactofilia, que é o prazer em ser amamentado como uma criança nos seios (o fetiche pode ser tanto daquele que bebe o leite como daquela que amamenta)



Fixação Oral

Vários outros fetiches estão relacionados a boca e a ingestão de substâncias diversas. Na urolagnia – ou “chuva dourada”, como também é conhecida -, a pessoa tem prazer ao urinar ou ver outras pessoas urinarem. Em alguns casos isso leva a urofagia, na qual os participantes ingerem os líquidos alheios. Se você acha isso extremo, imagine que existem outras modalidades envolvendo vomito, fezes e até sangue.

Como a lista é imensa e eu poderia fazer um post ainda maior sobre isso, resolvi uma ilustração que condensa alguns dos fetiches mais conhecidos. E você, qual é o seu fetiche?







6 comentários:

Eduardo disse...

Me chamo Eduardo, tenho 31 anos resido em Belo Horizonte, estou em busca de mulheres de mente aberta entre 18 e 55 anos que residam em Belo Horizonte ou regiao que curtam uma chuva dourada ou me deixem observa-las defecarem, sou uma pessoa discreta e tambem quero descriçao, para maiores informaçoes favor entrarem em contato comigo no meu e-mail eduardoferreira198230@hotmail.com ou entao me ligar no tel (31) 9349-1096 Tim. Aguardo contato. Abraços.

Moderador - As Mais Peitudas disse...

Procuro mulheres para pratica de lactofilia. Sou de BH, adoro mamar. whatsapp: 31 9509-7861

Marco Aurélio disse...

Bom dia procuro mulheres de 60 a 90 anos para lactofilia adoro mamar em seios grandes e caídos gosto de ficar horas mamando. Meu contato whttzzap 99922-9709 sou de BH.

Anônimo disse...

Boa noite, meu nome é Marcelo 42 anos, sou de BH, de bem com a vida, gostaria de me comunicar com mulheres que curtem ter os pés adorados ou maridos e namorados que desejam que outro homem curtam os pés ou os calçados das suas mulheres. Qualquer coisa me comunicar email marceaugusto30@yahoo.com.br

Claudio Gomes disse...

sou de Recife procuro mulheres pra eu mama

Marcos disse...

Olá sou de Belo Horizonte - MG e quero muito iniciar a prática da amamentação adulta com carinho, respeito, discrição e cumpricidade entre ambos. Moro na região da Savassi, sou claro, 54 anoa.
Marcos - WhatsApp: 31 992221927
E-mail: oliveiraalmeida66@yahoo.com

Postar um comentário